Caricatura Snoop Dogg

Snoop Dogg

Snoop Dogg
Calvin Cordozar Broadus, Jr. (Long Beach, 20 de outubro de 1971), conhecido pelos nomes artísticos Snoop Doggy Dogg, Snoop Dogg, Snoop Lion e Snoopzilla é um rapper, cantor, compositor, produtor musical e ator americano.[5] Em toda sua carreira Snoop já vendeu mais de 60 milhões de discos pelo mundo, tendo sua carreira iniciada em 1990, quando foi descoberto pelo rapper Dr. Dre, e colaborou com ele no single Deep Cover, e em quase todas as faixas do álbum de estreia de Dre, The Chronic

Após suas últimas colaborações com Dre, Snoop ganhou status superstar do Hip Hop estadunidense. O álbum de estreia do artista, intitulado Doggystyle foi lançado em 1993 pela editora discográfica Death Row Records.[6] O álbum foi um sucesso absoluto no Estados Unidos, com vendas de quase um milhão de copias na semana de estreia. O disco reinou na primeira posição da Billboard 200 por três semanas não consecutivas, e por cinco semanas na Billboard R&B/Hip-Hop Albums, sendo ainda em 1994 certificado quatro vezes platina pela Recording Industry Association of America.[7] Desse álbum foram extraídos os singles “Who Am I (What’s My Name)?” e “Gin & Juice”, dentre outras músicas de sucesso comercial. Em 1994 quando ainda era membro da Death Row Snoop Dogg lançou o curta-metragem Murder Was the Case, que teve a banda sonora homônima ao filme, o LP vendeu 329,000 copias na primeira semana, assim como seu álbum anterior liderou as paradas de álbuns da Billboard, e vendeu mais de dois milhões de copias, sendo então certificado duas vezes platina pela RIAA.[7]

Snoop lançou seu segundo álbum de estúdio, intitulado Tha Doggfather, em 1996, sendo seu primeiro disco a não ter a produção de Dr. Dre. O álbum estreou no topo das paradas de álbuns da Billboard com 479,000 exemplares vendidos na primeira semana. Assim como a trilha sonoro anterior o disco foi certificado platina dupla no Estados Unidos.[7] Diferentemente dos seus álbuns anteriores, seu segundo álbum de estúdio abrangeu mais o mercado europeu, tendo como single de maior repercussão a faixa “Snoop’s Upside Ya Head”. Tha Doggfather foi o último álbum do rapper como artista da Death Row Records.

Apos sua saída da Death Row, Snoop Dogg assinou contrato com a No Limit Records, gravadora na qual o cantor lançou seu três álbuns de estúdio seguintes, Da Game Is to Be Sold, Not to Be Told de 1998, número um na Billboard e certificado platina dupla,[7] No Limit Top Dogg de 1999 e Tha Last Meal 2000, esses dois últimos alcançaram a primeira posição apenas na R&B/Hip-Hop Albums.[8]

Em 2002 o artista assinou contrato com as gravadoras Priority Records, Capitol Records e EMI Records, selos pelo qual foi lançado o álbum Paid tha Cost to Be da Bo$$, que teve o videoclipe do single Beautiful gravadora no Rio de Janeiro, Brasil. Mais tarde, em 2004, o rapper passou a ser artista da Geffen Records, na qual ele lançou os discos R&G (Rhythm & Gangsta): The Masterpiece, do qual foi extraído o single número um na Billboard Hot 100 Drop It Like It’s Hot,[9] Tha Blue Carpet Treatment de 2006, do qual foi extraído o single também número um na Billboard Hot 100, I Wanna Love You, em dueto com o cantor Akon,[9] e o álbum Ego Trippin’, de 2008, do qual o maior sucesso foi a faixa Sexual Eruption, top 10 no Estados Unidos.[9] Os álbuns Malice n Wonderland, de 2009,[10] e Doggumentary, de 2011, foram lançado pela Priority Records. Desse último, foi extraído o mega single Sweat, que alcançou o top 10 em mais de 25 países em todo o mundo.[11][12]

Em 2012, após uma viagem a Jamaica, o artista se converteu ao movimento Rastafári, e que lançaria o álbum Reincarnated inteiramente de Reggae. Álbum esse que foi nomeado ao Grammy Awards na categoria Melhor Álbum de Reggae.[13]

Em 2015 o rapper lançou seu décimo terceiro álbum de estúdio, intitulado Bush, que foi inteiramente produzido por Pharrell Williams, com produção adicional de Chad Hugo.[14] O disco foi produzido juntamente com as editoras discográficas Doggystyle Records, I Am Other e Columbia Records.[15][16] Bush foi seu sexto disco a alcançar o topo da Billboard R&B/Hip-Hop Albums.[17]

Em 2018 lançou seu primeiro álbum gospel, Bible of Love.

Essa caricatura foi feita com base no e-book Os Segredos da Caricatura.

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top